Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) na Vila Mariana

Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)A Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) é uma instuição pública brasileira de ensino superior localizada no Estado de São Paulo, sendo importante centro de graduação e pós-graduação no país, baseada no "tripé" Pesquisa-Ensino-Assistência. Indicada pelo MEC em 2008 como a melhor instituição de ensino superior do país entre as universidades federais.

História

Muitos são os fatores que levaram ao surgimento da Escola Paulista de Medicina. Podem ser listados entre outros o crescimento populacional e o surto de industrialização da cidade nas primeiras décadas do século XX, o sistema do vestibular até então vigente, o sistema de catédras da Universidade de São Paulo, que restringia os círculos acadêmicos a pouco profissionais e gerando descontentamento entre médicos com condições de lecionar mas sem espaço, a escassez de centros de formação médica àquela época, o que resultava no êxodo para outros estados e países de jovens estudantes para o curso médico e a própria.

Revolução de 1932, aonde a precariedade do atendimento aos feridos chocou a sociedade paulistana da época. Reuniram-se então distintos médicos atuantes em São Paulo à época, sob a liderança de Otávio de Carvalho com a intenção de fundarem uma nova escola médica em São Paulo.

O evento deflagrador porém da criação da Escola Paulista de Medicina é considerado por muitos o vestibular de 1933: graças aos estudantes aprovados no vestibular de 1933 para a Faculdade de Medicina de São Paulo, porém considerados excedentes e sem a possibilidade de efetivarem sua matrícula; Otávio de Carvalho convidou esses mesmos estudantes descontentes a serem os primeiros estudantes da nova escola que nascia.

Um novo vestibular foi aplicado e 85 estudantes foram aprovados. Assim, sob a influência dos ares pós Revolução Constitucionalista de 1932, uma nova escola médica nascia no estado de São Paulo, sendo fundada em 1 de junho do ano de 1933 com o nome de Escola Paulista de Medicina (e ainda assim hoje conhecida por muitos sob esta designação), iniciando sua trajetória acadêmica com o Curso de Medicina em aula inaugural do dia 15 de julho de 1933, na sede inicial da rua Oscar Porto, no bairro de Vila Mariana. Esta era a segunda escola médica a ser criada no estado de São Paulo, tendo sido a primeira a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1912.

No anos de 1935/1936, a recente Escola Médica transferia-se para o "embrião" do atual campus de Vila Clementino, na Chácara Schetinni, na rua Botucatu e se iniciava a construção do Hospital São Paulo, primeiro hospital universitário brasileiro.

O início do ciclo clínico do curso médico contou com a criatividade e o improviso, dadas as condições do Hospital São Paulo encontrar-se em obras. O curso de propedêutica médica do quarto ano médico de 1936 inicialmente foi ministrado nas enfermarias emprestadas para o ensino médico dos alunos epemistas do Hospital Umberto Primo (também conhecido como Hospital Matarazzo).

Em 1937, parte do prédio da antiga chácara em que a Escola Paulista de Medicina se havia transferido foi transformado no Pavilhão Maria Thereza, para o atendimento de pacientes, sendo este historicamente o primeiro serviço de saúde instalado em Vila Clementino.

O nome foi uma homenagem à Maria Thereza Nogueira de Azevedo, senhora da alta sociedade paulistana, que tinha o desejo de construir um hospital infantil na cidade ( Hospital Piratininga) e que doara o dinheiro para o pavilhão por intervenção de Otávio de Carvalho.
Universidade Federal de São Paulo na Vila Mariana
As primeiras turmas de estudantes de medicina da então Escola Paulista de Medicina porém viviam a incerteza acerca da validação do seu diploma, que foi dissipada com o Decreto-lei nº 2703 de 31 de maio de 1938, no qual o governo federal concedeu reconhecimento à faculdade, mesmo ano este da formatura da primeira turma de Medicina da Escola Paulista de Medicina, ocorrida no Teatro Municipal de São Paulo em 8 de dezembro de 1938.

A necessidade da Enfermagem na nova instituição já era notada desde 1937, com autorização para a instalação de um curso de Enfermagem Obstétrica a pedido do catedrático Prof. Álvaro Guimarães Filho.

Em 1939, iniciava-se o segundo curso universitário da Instituição, a Escola de Enfermagem,com a iniciativa de Enfermeiras religiosas provenientes da França , introduzindo um curso aos moldes do modelo padrão da Escola Anna Nery do Rio de Janeiro, fundada em 1923.Em 1968, o curso passou a se chamar Escola Paulista de Enfermagem e no ano de 1977, incorpora-se à Escola Paulista de Medicina, ainda em conseqüencia do processo de federalização da faculdade.

Em 1994, passou a ser constituído o Departamento de Enfermagem da UNIFESP.
Em 1940, com quatro andares prontos, o Hospital São Paulo começava a funcionar.
A Escola Paulista de Medicina foi a pioneira com a criação do primeiro hospital universitário do Brasil (Hospital São Paulo, 1936), sendo uma instituição de carácter privado em seus primeiros anos, porém após período de crise financeira nos anos 50, a EPM foi federalizada em 21 janeiro de 1956 (Lei n. 2712), assumindo o aspecto de autarquia federal.

Algumas tentativas de transformação da faculdade de Medicina em Universidade malograram durante os anos 60 e 70, sendo a principal destas iniciativas a junção com Faculdade de Engenharia de São Carlos, a atual Universidade Federal de São Carlos e outros centros universitários de Araçatuba, Araraquara e Santo André, criando-se em 13 de dezembro 1960 a Universidade Federal de São Paulo (Lei nº 3835), de duração efêmera até 29 de setembro de 1964 (Decreto-Lei 4421), aonde a EPM voltava a ser um "estabelecimento isolado de ensino superior e natureza autárquica". Outras propostas foram ainda criação à época de uma Universidade Federal na própria cidade de São Paulo ou na região do ABC paulista.

Em 28 de setembro de 1968, contudo, a Escola Paulista de Medicina foi elevada à categoria de Autarquia Federal de Regime Especial. Na conturbada década de 60, porém, a Escola Paulista de Medicina veria o nascimento dos cursos de Ciências Biológicas modalidade Médica (Ciências Biomédicas) em 1966, originado da necessidade de pesquisadores e docentes para as áreas básicas e o deFonoaudiologia em 1968.

Organizou os primeiros programas de residência médica no país (1956) e de pós-graduação (1970), que são reconhecidos como os pioneiros da área de saúde no Brasil. Destacando-se há muito pela excelência dos seus cursos de graduação, pós-gradução, residência médica, extensão, aprimoramento e como reconhecimento, foi elevada definitivamente à categoria de Universidade especializada em Ciências da Saúde no ano de 1994, com a Lei nº 8.957, de 15 de dezembro de 1994, assumindo a terminologia

Universidade Federal de São Paulo e a sigla UNIFESP. A UNIFESP foi uma das primeiras universidades federais a aderir ao sistema de cotas, no ano de 2005, representando inicialmente um aumento de 10% no número de vagas que oferecia até então.

Os primeiros anos do século XXI marcam agora a fase de maior expansão da universidade. Em 2006, o campus Baixada Santista, em Santos, iniciou suas atividades acadêmicas com os cursos da área de Saúde de Nutrição, Psicologia, Educação Física, Terapia Ocupacional e Fisioterapia.

Apesar da proposta inicial e de uma tradição vista nos seus primeiros setenta anos de ser um centro universitário das " Ciências da Saúde" e oferecer até então cursos na área de Biológicas, a expansão da UNIFESP começou a dar-se não só no sentido geográfico como no acadêmico do conhecimento,a partir de 2007 : para os campi de Guarulhos (que concentra as áreas de humanas), Diadema (área de biológicas e exatas) e São José dos Campos (exatas), trazendo um novo rosto à até então denominada "Universidade da Saúde", que agora passaria a ser conhecida como a "Universidade do Conhecimento".

Esta expansão foi possível graças ao Programa de Expansão das Universidades Públicas Federais, do governo federal, a partir de 2003, o que levou a UNIFESP a ter uma área total de quase 427 mil metros quadrados na atualidade.

O recente crescimento porém trouxe novos problemas à estrutura universitária em expansão como a falta de infra-estrutura adequada para o pleno funcionamento dos novos campi, o que gerou insatisfações e protestos entre funcionários e estudantes, particularmente no Campus Guarulhos em 2007 e 2008.

No ano de 2008 a comunidade da UNIFESP celebrou os 75 anos de fundação da Escola Paulista de Medicina e também acompanhou graças ao que ficou conhecido como "Escândalo do Cartão Corporativo" a troca de seu reitor.

Em 2009 mais um passo é dado na questão da expansão universitária da UNIFESP: os novos cursos de Serviço Social (Santos), Ciências Químicas e Farmacêuticas (Diadema), Matemática Computacional (São José dos Campus), História da Arte e Letras (Guarulhos) passam a ser oferecidos, o que leva à entrada de 1812 novos estudantes.



Universidade Federal de São Paulo
Rua Pedro de Toledo, 650 - 2º andar - Bairro: Vila Mariana
(11) 5576-4228
Site: www.unifesp.br


Fonte: http://pt.wikipedia.org/






 

  Sobre o EncontraVilaMariana
Fale com EncontraVilaMariana
Anuncie no EncontraVilaMariana
Cadastre sua Empresa no EncontraVilaMariana (grátis)
+Seja um Franqueado EncontraBR


Termos EncontraVilaMariana | Privacidade EncontraVilaMariana


Bandeira da cidade de São Paulo